Lúcia Hiratsuka (*)

 

WhatsApp Image 2019-06-07 at 13.17.45

 

Na Escola Projeto, ao conversar com os alunos, lembrei de um dia muito especial da minha infância.

— É amanhã?

Eu já sabia a resposta, mas perguntava diversas vezes. Tudo preparado para o “amanhã”, primeiro dia de ir para a escola. A roupa, o chinelo de dedo novo, a sacola costurada por mamãe, caderno, lápis, borracha e marmita.

A escola era longe, teria que acordar antes do sol, caminhar uma hora a pé. Nada seria problema, iria para a escola.

Naquela noite eu fui dormir cedo. Assim, o amanhã chegaria rápido. Dormi e acordei ouvindo vozes. Meus pais conversando na cozinha? Meus avós também? Será que o amanhã já estava ali? Saí da cama depressa e fui olhar. Os adultos estavam em volta da mesa.

— Que horas são?

— Nove horas.

— Nove? A escola! Estou atrasada.

Todos riram, eu não entendi.

— Calma, nove da noite. Ainda não é amanhã — minha mãe me acalmou.

Um pouco sem graça pela confusão da hora, voltei para cama e custei a dormir de novo.

O amanhã chegou enfim. Estrada de terra, companhia de algumas crianças maiores, o céu ainda escuro. A cada passo, o caminho trazia um cheiro novo. O sol se mostrava devagar. Quando a gente ia chegar? Passamos por eucaliptos, passamos por uma fazenda, por plantação de café…  Até que o caminho chegou num riacho e, ao atravessarmos a ponte, avistei uma casinha de madeira. Era a minha escola. E eu ia aprender a ler e escrever em português.

Amanhã tem escola? Sim, amanhã tem escola!

 

Sempre que participo de um bate-papo com as crianças, penso o quanto foi especial esse lugar. Lugar que aprendi muito mais que ABC. Lugar que carrego para a vida. Os professores, os colegas (quanta diversidade), as brincadeiras, os livros, os pequenos desentendimentos, as amizades, as festas…. Preciosos encontros que acontecem nesse lugar chamado escola.

 

(*) Lúcia Hiratsuka nasceu no sítio Asahi, interior de São Paulo. É autora de diversos livros, dentre os quais podemos citar: Momotarto (Edelbra), Orie (Zahar), Chão de Peixes (Zahar), O caminhão (Cortez), Corrida dos caracóis (Global), Os livros de Sayuri (SM), O guardião da bola (Moderna), entre outros. Foi, neste ano, autora convidada da Escola Projeto.

***

Veja aqui o vídeo da Feira do Livro de 2019 e a sessão de autógrafos com Lúcia: