Caderno de recados lido e respondido ✔

Reuniões periódicas ✔

Ir e buscar as crianças sempre que possível ✔

Check-list OK aí na sua casa? Beleza! O legal é que aqui na Projeto esse envolvimento pode ser muito maior.

Isso porque nosso projeto de uma educação para compreender o mundo contempla muita conexão entre a escola e a casa das crianças. Neste mês em que acontece a Festa das Famílias no fundamental (no infantil será em outubro), vamos falar um pouco aqui no Blog sobre essas iniciativas que buscam aproximar a casa das crianças com o ambiente onde elas aprendem um bocado sobre o mundo. Semana passada, contamos aqui como os avós são bem-vindos para falar dos brinquedos e das brincadeiras de sua infância para os pequenos da Educação Infantil. Hoje, a conversa continua com outro tópico: você sabia que pais e mães têm carta branca para dar aula também para os alunos, quando o conteúdo programático casa com suas atividades profissionais? Siiiim. E tem outros modos também de trazer a família pra perto da gente. Vem ver aqui:

#1 | Professores por um dia, ou melhor, por algumas horinhas: aqui na Projeto santo de casa faz milagre, sim. É por isso que, quando o assunto pede, os ajudantes aparecem pra dar aula e, pasmem, têm o mesmo sobrenome dos pequenos. É o caso, por exemplo, do produtor de som, professor e locutor Kiko Ferraz, pai do Henrique, do 2º ano, e da Júlia, do Grupo 4, que veio colaborar no estudo de música da obra de Yanto Laitano, ou da bióloga Anna Milanez. Mãe da Lua, do 2º ano, e do Lui, do 4º ano, ela prontamente atendeu nosso chamado para contribuir com o estudo sobre descarte de resíduos. E não foi a única. O pai da Dora, aluna do 4º ano, e do ex-aluno Benjamin, o professor e escritor Luís Augusto Fischer já veio algumas vezes aqui na escola pra falar sobre literatura com as crianças. O pai do Santiago, do 4º ano, o jornalista Carlos Etchichury também, com a pauta de ajudar os pequenos na técnica da entrevista. É assim: entra ano, sai ano, tem pai e mãe ajudando a promover uma educação que não fica restrita aos muros da escola.

#2 | “Era uma vez…”: no 1º ano, os alunos da Projeto realizam uma série de leituras e escritas de narrativas, e a contação de histórias é um estímulo e tanto nesse processo. E sabe quem vem pra sala de aula dar voz aos narradores e personagens dos livros? Eles de novo: os pais e as mães. Imagina só a felicidade da criançada ao ver que o convidado do dia é o seu pai ou sua mãe.

#3 | “Quem vem?”: amamos passear com as crianças, seja pela vizinhança, para conhecer as árvores da Redenção, seja em exposições ou até mesmo viagens de conteúdo escolar. A presença das famílias nessa ocasião é fundamental. São mais olhos prestando atenção nos movimentos das crianças e nos auxiliando nos cuidados que esse tipo de saída escolar demanda. E sabe o que mais? Tem muito pai e mãe que volta encantado com as atividades. É o caso, por exemplo, da ida à Feira Ecológica dos Lanceiros Negros pelo Grupo 4/5 da Educação Infantil. Envolvidos com o estudo de locais onde há venda de alimentos, especialmente comércio direto com agricultor, os alunos ganharam a companhia do Fábio Rahal Rebelo, pai das gêmeas Lindaura e Thalia. Alguém tem alguma dúvida de como é bacana para um pai acompanhar momentos assim com seus filhos?

#4 | Mostras e Sábados Culturais: uma atividade mensal que é garantia de encontros felizes entre pais e mães da escola são os Sábados Culturais. Momento de ver algum filme com as crianças e outras famílias da escola, assistir a um espetáculo musical ou teatral, participar de um piquenique ou mesmo de uma mostra de estudos. Estas últimas acontecem também em datas pré-estabelecidas nos dias da semana, como o caso aqui da foto. Nessa ocasião, as famílias foram à Mostra de Ciências do 3º ano e interagiram com os filhos e filhas nas diversas atividades que as próprias crianças criaram para expor seus conhecimentos às famílias. Não é demais?

#5 | Festa das Famílias: a gente sabe que o conceito de família mudou – e mudou pra melhor. Dentro dessa palavra, que é sinônimo de afeto e cuidado, cabem vários formatos de família, nos quais as figuras paterna e materna não dependem necessariamente do homem e da mulher pra serem exercidas na plenitude da palavra amor. Por isso, aqui na Projeto, Dia das Mães e Dia dos Pais ganham uma festa única, em que celebramos esse conjunto de pessoas que cria filhos e filhas, independente de convenções e com foco no carinho e no zelo. E é mais do que isso: com status de festa mesmo, em um sábado de agosto (no caso do fundamental), os portões da escola se abrem para que as famílias usufruam dos espaços em atividades lúdicas, com música, leituras e arte, pertinho das crianças e dos outros adultos que as criam nesse clima de amor. Não é bem melhor assim? A Festa das Famílias deste ano – para o fundamental – já tem data marcada para acontecer (a do infantil será em outubro, no sábado, 19): é sábado, dia 31/8, na Unidade 2. Quem vem?